Follow by Email

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Estátua de mulher...


Tu te colocas no pedestal dos teus saltos altos.
Estátua que és te sobressais assim.
Escultural, esculpida em detalhes.
Olhos liquefeitos, feitos de lava ardente.
Não desces dos saltos. Não sais do pedestal.
Seios perfeitos,  lascivos, de lupanares.
Cabelos feitos de cachoeiras ondulantes.
Luas na pele. Pele branca de nuvem.
Aroma floral. Mãos de beija flores.
Pernas colossais, ebúrneas. Pernas de estátua.
Pedestal cativo, sobre saltos altos. Saltos de arranha céus.
Inatingível escultura de inatingível artista.
Assim tu és, estátua bela de beleza sem igual.
Porém, nós admiramos estatuas e pedestais. Não os amamos.
Assim tu és: linda e admirável criatura sem amor.
Amor não usa saltos altos nem é perfeito.
Amor é retocável e próximo. Te admiro e não te amo.
Pobre de ti. És feita para fotos e para museus da fama.
Pobre de ti rica obra de arte. És para tão poucos que és de ninguém.





Imagem: http://br.freepik.com/fotos-gratis/estatua-de-mulher_360625.htm


Nenhum comentário:

Postar um comentário