Follow by Email

sábado, 8 de junho de 2013

Bruxa verbal

Como bruxa que maldições murmura
como louco que vive em vil usura
o ouro do elogio tu poupas...
Tu, como as bruxas mais loucas,
quando falas teu falar é irado,
quando tu olhas teu olhar é  um mal olhado!
Quando tu falas, tu vociferas,
Quando tu ris, é um rosnar de feras!
Como bruxa repetes mantras de mal dizeres
e se algo tu fazes é um mal fazeres!
Teus rituais são tristes e secretas conversas
com verbais maldades tu as almas penetras...
Ah! Bruxa de rituais estranhos e de mal entendidos,
bruxa que vive dos espíritos fracos e sofridos:
Imolada serás no altar dos amores e da boa fé...
Tu cairás, pois só quem ama pode viver em pé!




                                                              

Nenhum comentário:

Postar um comentário