Follow by Email

sexta-feira, 8 de março de 2013

Quem sabe, talvez...

Prof. Amilcar Bernardi
 
 
Quem sabe um florido canteiro,

talvez o canto de um seresteiro...

Quem sabe te define da flor a sutileza,

talvez te defina os versos de sutil leveza...

Lendas de sereias, crenças em anjos talvez te defina...

Ou quem sabe, de ti fale os poetas de poesia fina...

Que te retratem talvez pintores de inigualável talento,

ou que te imitem  os perfumes florais ao vento...

Talvez num espaço, num tempo, num segundo sequer

possa alguém, um homem talvez, te definir mulher!

 

 

 

6 comentários:

  1. Putz, adorei! Acho que pode ser uma canção ... Quem sabe ... Posso se puder? rs Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico sempre muito feliz quando gostam do que escrevo! Afinal, só somos felizes junto ao outro, não? Se virar uma música, ficaria mais legal ainda!

      Excluir
  2. Lindo poema, Amilcar! Tomara que vire canção e jamais saia de nossa mente e coração. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sonia amada! Sempre presente quando escrevo algo! Beijões!

      Excluir