Follow by Email

domingo, 17 de março de 2013

Presa ao desencanto

Prof. Amilcar Bernardi

A MENINA PRESA AO DESENCANTO.
ELA PAROU PARA VER SEU PRANTO.
SOFRIA
E SÓ VIA
SUA MELANCOLIA!
NO DESÂNIMO PENSAVA,
ENTÃO, CANSADA, PARAVA...
CAMINHAVA SÓ, SEM NADA MAIS VER.
COITADA, SÓ VIA SEU PRÓPRIO SOFER!
NÃO VIU O VERÃO PENSANDO NO INVERNO.
NÃO VIU NADA, NEM O CÉU: SÓ VIU O INFERNO!
CEGA
NEGA
QUE EXISTA A FELICIDADE.
NÃO VÊ A MÃO ESTENDIDA,
MUITO SOFRIDA,

SÓ FALA EM MALDADE!
MUDA,
SURDA,
TEM A ALMA CALADA!
COITADA, NÃO SENTE MAIS NADA!
COITADINHA
DA MENININHA...
TÃO SOZINHA NA MULTIDÃO, VIVE APENAS PARA SUA DOR!
NÃO VIU PASSAR A VIDA, DEIXOU PASSAR O AMOR!

Nenhum comentário:

Postar um comentário