Follow by Email

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Palavras!


Prof. Amilcar Bernardi


Palavras são incansáveis trabalhadoras.
Palavras são sementes nas almas-lavouras.
Palavras são plantações de livros que geram gente.
Palavras são sempre semente
nas plantações de todas as escolas!
Palavras não assinam ponto nem contam horas.
Trabalhadoras organizadas
que em infinitas jornadas
trabalham sem patrão ou salário...
Livro, jornal ou pesado dicionário:
não recusam serviço nem leitor...
Não têm dono nem maléfico feitor.
Elas servem sem serem serviçais.
Elas são almas livres e imortais
que plantam livros e colhem gente!



Imagem: http://www.sempretops.com/dicas/palavras-dificieis-para-impressionar/


sábado, 2 de fevereiro de 2013

Vida breve...


Prof. Amilcar Bernardi



Rápido, fugaz, ligeiro...
Relâmpago passageiro,
um segundo de luz...
Uma Lâmina que reluz
no fatal segundo do corte...
Raio no negror profundo:
rápido, veloz, menos que segundo!
Um átimo, uma flechada, um estampido...
Rápido, único, certeiro como um tiro!
Feto, criança, adulto, enfim a morte...
É um segundo, um momento: fugaz vento norte!

Sem lugar...


Prof. Amilcar Bernardi



Sem lugar, de lugar nenhum
Despatriado, sem lugar algum
Despossuido, sem nada; ao léu
Perdido sem nada: sem terra, sem céu
Andarilho sem caminho para andar
Transeunte eterno sem ter onde parar
Andante sem pertence
Viajante, a ninguém pertence
Só idas, só saídas; alma viajada
Triste vagabundo, andarilho sem chegada

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Morena de olho castanho...


Prof.Amilcar Bernardi

Arde em chamas o olho castanho...
Quente aquela alma! O fogo é tamanho
que o mortal com certeza vai queimar...
Tu o mar podes abrasar,
tu podes o gelo derreter...
Farás o inverno arder,
farás o verão esfriar!
És louca que no andar
em flor transformas o caminho! Te ver...
Ah! Te ver... tu trazes fogo a verter!
Vertes chamas pelos olhos: que olhar!
Mas, meu Deus! Estou a queimar...
Morena, foste tão bela e traiçoeira:
disseste ser apenas luz... mas és fogueira!
Porém, não afasto-me de ti, fascinado escritor...
Sabe o poeta que essa mulher é queimação e cruz...
Sabe que se ela o queima... em fogo ele trans forma-se em luz!!!


Imagem: http://morangossaovermelhos.blogspot.com.br/2009_04_01_archive.html