Follow by Email

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Inspiração...

Prof. Amilcar Bernardi

A rima é alma feminil: ora flui doce e manhosa
ora nega-se como linda mulher enganosa...
Inúmeras vezes é muito fresca a rima
então sacia a sede da alma peregrina...
De repente o verso é feroz,
ruidoso; é terrível dor atroz!
Assim a poesia vai ao sabor do vento:
volúvel ora é música, ora é lamento.
Hoje - quem saberá? – é alimento o poema...
Amanhã? O poeta de tristeza envenena!
Vive o louco poeta servil a inspiração,
pode ela levá-lo ao céu ou jogá-lo ao chão!


Imagem:http://poesialusa.blogs.sapo.pt/54809.html


Nenhum comentário:

Postar um comentário