Follow by Email

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Amplitudes virtuais (Para a moça das redes sociais)


 Prof Amilcar Bernardi
Por ti eu viajo sem rumo nos oceanos virtuais...
Navego a tua procura nas amplitudes sem cais
 
No meu frágil navio de teclados
Navego livre ouvindo teus chamados...
 
As redes sociais amplos e estranhos mares são...
Nesses infindáveis oceanos navego sem chão!
 
Tu és a digital sereia que faz-me soçobrar
Tu és o vento virtual que faz-me navegar...
 
Construo nosso mágico mundo pela janela do monitor
No virtual mar - sou capitão; no virtual céu - sou condor!
 
 

Um comentário:

  1. Eu nem sei o que dizer diante de poema tão lindo. Elogiar é pouco, melhor senti-lo.
    Parabéns, poeta!

    Abraços!

    Sonia Salim

    ResponderExcluir