Follow by Email

domingo, 19 de agosto de 2012

Velório de um vivo!


Amilcar Bernardi 

Sentado a esperar e a esperar...

Quieto a silenciar, a silenciar...

Quem pode a ele dar vida nova?

Vive tendo da vida pobre esmola!

Quieto, olhar de vidro, espelhado.

Quieto. Dedos mudos no teclado...

Espantalho no silente escritório.

Ali é do escritor vivo e triste velório!

Não morreu, vive aos poucos morrendo.

Não é feliz. Nada sente. Não esta vivendo.

Não morreu o poeta falecido.

Ainda vive no silêncio, esquecido!

Entre livros, mofo, penumbra e poema!

Condenado! A desilusão o condena!!!


(figura retirada do blog: http://sandraregina7.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário