Follow by Email

segunda-feira, 19 de março de 2012

A moça da praça...

 Amilcar Bernardi



Com curto vestido branco
Junto ao vento que passa...
Sentada sozinha no banco
Sozinha junto às flores da praça...

Sozinha olhava a lua
Perto do floral canteiro...
Na cidade pequena o pipoqueiro
Passa com seu carrinho na rua...

As flores lançam perfumes
Fazem festa os vagalumes...
Entre flores no banco
Suspira a moça de branco...

A nuvem a lua embaça
assombrando a moça da praça...
Uma borboleta noturna voeja
Cantam os sinos da igreja...

O vento o vestido esvoaça
Assusta-se a moça da praça
Sem visível motivo...
Levanta-se a moça de branco vestido!

Canta mais alto o sino da santa igreja
Quando a moça vai-se levando sua beleza!
Cristo então desprega as mãos para rezar
Pela moça que vai embora para jamais voltar! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário