Follow by Email

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Anjo triste...

Prof. Amilcar Bernardi


Anjo triste, nebulosa,
triste aparição, chorosa...
Tão silenciosa,
tão mimosa
e soluçante...
Meiga amante,
brisa que amanhece...
É como diáfana prece
que sobe às alturas!
Alma de doçuras
chora rútilos cristais!
Os olhos siderais
são orbes castanhos...
São olhos tamanhos,
embelezam a menina!
Anjo triste que fascina,
anjo com corpo de fada!
Moça alada,
moça brumosa,
moça formosa!
Por luzes aclarada
em noite enluarada
que nunca ninguém viu...
O anjo que do céu caiu,
o anjo feito de infinito,
sumiu de repente!
O anjo transparente
daqui partiu...
Ela fugiu
meiga e nebulosa,
triste e chorosa
para sempre...





Um comentário: