Follow by Email

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Alma de criança...

Amílcar Bernardi

Na alma o recreio

De crianças avoadas...

No olho o anseio

Das ventanias agitadas...

O rir é de criança,

O andar é de passarinho!

Anda como quem dança,

Parece só querer carinho...

Álacre como andorinha,

perigosa como sereia!

Meiga como criancinha,

Um jeito que nos enleia!

Alegre como bailarina,

Suave como rosa...

Como cascata cristalina,

Como névoa vaporosa!


Nenhum comentário:

Postar um comentário