Follow by Email

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Ela...

Amilcar Bernardi
Um dia ela atiça  no outro é preguiça.
Amalucada! Um dia odeia, no outro é apaixonada!
Ela desanda quando anda.
Quer de onde esta partir, mas não sabe para onde ir.
Está sempre indo e sempre chegando... sonhando!
Louca, ensandecida. Nunca está aqui, perdida!
Está lá sempre.  Sempre lá, aqui nunca está.
Sem explicação. É furacão.
Aloucada! Sempre sozinha quando acompanhada.
Quando o poeta a acha ela se dilui, se esfumaça!
Ela vem se indefinindo, dando tchau e partindo!



Um comentário: